Só acerta o alvo quem consegue enxergá-lo

Não conhecer o cliente é uma das bombas mais poderosas para detonar um negócio. Isso desencadeia uma série de erros que coloca tudo abaixo em alguns meses, dependendo do capital de investimento. Isso parece algo primário de entender, mas, acredite: ainda tem gente que sai atirando sem entender qual é o alvo. Isso ocorre porque existe aquela empolgação inicial de investir em algo que faz com que tudo seja feito às pressas, sem qualquer planejamento. E, quando não se conhece o cliente, há ainda o risco de não atendê-lo bem, quando ele bate à porta. Ou seja, a bomba explode do mesmo jeito. Vamos supor que você tenha uma loja. Se você sabe quem pode frequentá-la, terá totais condições de treinar o seu vendedor para efetuar a venda e cativar o cliente de modo que ele procure sempre o seu estabelecimento. Quando não se conhece o público alvo, a venda pode até ser feita, mas não há nenhuma garantia de que foi estabelecido o vínculo que faça essa turma voltar e recomendar o serviço. Um dos erros fatais que essa falta de informação sobre o cliente pode provocar é fazer juízo errado dele. Não é porque ele está vestido de forma simples, por exemplo, que não tenha dinheiro para gastar. Fique sabendo que o atendente focado no cliente e bem treinado não só entende isso como pode ir além. Se o comprador entra no estabelecimento atraído por uma promoção, por exemplo, a venda pode ser mais lucrativa se o vendedor apontar e oferecer produtos melhores. E o cliente vai entender que ali existem pessoas capazes de ajudá-lo. Daí, ele sempre volta. Feliz da vida.

Luiza Castanho, criadora da Maior Comunidade de Academias High Ticket
EnglishPortugueseSpanish